Depois de tantos meses sem escrever – estive envolvida em um curso de documentários, junto com a pesquisa para minha própria tese que precisa sair em algum momento… – volto hoje à ativa. Mais uma vez, não posso prometer assiduidade. Até acabar este doutorado vai ser assim… Mas, prometo que de vez em quando darei as caras,  sempre que achar que um filme vale a pena ser visto!

Por isso compartilho aqui, hoje, minhas ideias sobre algo que assisti recentemente e que achei muito bom. Trata-se do italiano Perfetti sconosciuti (2016) ou Perfeitos desconhecidos (imagino que chegue no Brasil com este título), de Paolo Genovese.

 

Perfeitos desconhecidos (2016)

Una foto di scena di 'Perfetti sconosciuti', Roma, 9 gennaio 2016. ANSA/UFFICIO STAMPA ++ NO SALES, EDITORIAL USE ONLY ++

Título original: Perfetti Sconosciuti

Origem: Itália

Direção: Paolo Genovese

Roteiro: Filippo Bologna, Paolo Costella, Paolo Genovese

Com: Giuseppe Batiston, Alba Rohrwacher, Edoardo Leo, Marco Giallini, Anna Foglietta, Valerio Mastrandea, Kasia Smutniak.

Se você gostou dos filmes Deus da carnificina (2011) e/ou Qual é o nome do bebê? (2012), é bem provável que goste deste também. O formato é bem parecido. Gravado quase todo em um mesmo ambiente – apartamento de classe média alta -, um grupo de amigos se encontra para jantar, compartilhar as novidades da vida e apreciar um eclipse total da lua. São três casais e um divorciado que, em teoria, iria apresentar sua nova namorada. No entanto, ele chega sozinho, deixando o grupo uma vez mais frustrado com o mistério que envolve sua nova amada.

Em torno da mesa – de um bom vinho e dos muitos piatti que compõem uma refeição italiana – os amigos falam de amenidades até que Eva (Kasia Smutniak) – psicoterapeuta casada com um cirurgião plástico, mãe de uma adolescente com quem vive em crise – propõe uma espécie de jogo da verdade. Cada um dos amigos tem que colocar o celular em cima da mesa e, a partir daquele momento, está obrigado a compartilhar qualquer mensagem recebida, lendo-a em voz alta. Ou, no caso de chamadas, terá que atende-la em viva-voz.

Está dada, assim, a largada para um emaranhado de mal entendidos e de segredos revelados. Um jogo perigoso que pode estremecer todo e qualquer tipo de relacionamento. Até que ponto vale a pena conhecer todos os segredos de uma pessoa?

À medida em que a lua vai sendo encoberta pela sombra da terra, o ambiente do jantar vai se tornando cada vez mais tenso, mais carregado, mais sombrio. Cada bip de entrada de mensagem faz estremecer cada um dos personagens. E a nós também, espectadores, que embarcamos com tudo na tensão daquela brincadeira. O mundo exterior invade, assim, aquele ambiente huis-clos, projetando sua sombra na aparente felicidade e harmonia daquele grupo de amigos que se conhece há tão longa data. Mas será que se conhece mesmo?

Com diálogos muito bem elaborados, o filme tem ritmo excelente e muito bom roteiro, revezando momentos de descontração, regados de brincadeiras típicas dos que convivem há muitos anos, e momentos de decepção, tristeza ou raiva diante de descobertas avassaladoras.

Perfeitos desconhecidos é um filme super atual que põe em cheque a fragilidade dos relacionamentos nesta era digital em que vivemos. O que é real e o que é virtual, invenção ou mera aparência? Que verdades escondem um perfil no Facebook ou no Instagram? Quem são de fato nossos amigos? Como vivem de verdade? O que sentem? Como estão hoje? Os conhecemos pra valer ou apenas sabemos aquilo que escolhem publicar na grande rede?

Ao mesmo tempo, o filme de Genovese levanta a questão sobre o paradoxo da liberdade/prisão que tecnologia trouxe para nossas vidas, conectadas o tempo todo com todo o mundo. Uma ponte capaz de unir os que estão distantes, de fornecer informações instantaneamente aos quatro cantos do mundo, mas que, por isso mesmo, representa uma invasão total de privacidade, não deixando muito espaço para segredos. E que atire a primeira pedra quem não os tem…

Um filme PRA PENSAR.

 

 

~ by Lilia Lustosa on julho 25, 2016.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

 
WP Like Button Plugin by Free WordPress Templates