Mince Alors! (2012)

Título original : Mince Alors !  affiche Mince alors!

Origem : França

Diretor : Charlotte De Turckheim

Roteiro : Charlotte De Turckheim, Gladys Marciano

Com : Victoria Abril, Lola Dewaere, Catherine Hosmalin, Charlotte De Turckheim

Uma comédia que nos faz pensar…

O filme de Charlotte De Turckheim é divertido, sensível, gostoso de assistir e ainda nos faz refletir sobre a ditadura da magreza que assola nosso novo milênio e que vem levando milhares de meninas e mulheres a fazerem loucuras em nome da boa forma!

O filme conta a história de Nina (Lola Dewaere) – uma moça bonita e um pouco acima do peso para os padrões atuais – que, junto com seu marido Gaspard (Grégory Fitoussi), é dona de uma marca de roupas de banho. Nina cuida das finanças enquanto ele – que é super em forma – se ocupa pessoalmente das criações dos biquínis e maiôs e, ainda, das escolhas das modelos. Um pequeno detalhe: ele não aprecia nem um pouco as gordurinhas!

Um belo dia, Gaspard chega em casa com um presente para sua amada esposa: um pacote de um mês em um spa nos alpes franceses. E é dada assim a largada rumo à diversão (e à reflexão)!

Ao chegar em Brides-les-Bains, Nina faz amizade com Emilie (Catherine Hosmalin), uma dona de casa cheia de vida, casada, mãe de dois filhos, obesa, que finge não se preocupar com seu tamanho, sofrendo, porém, escondida; e com Sophie (Victoria Abril), uma jovem senhora divorciada, com problemas para aceitar seu corpo e as transformações que a passagem do tempo opera.

O trio está assim formado. Juntas elas vão viver diversas situações de descobertas e redescobertas de si mesmas, vão brigar, se ajudar, se divertir e, acima de tudo, vão aprender a se aceitar como são.

O filme certamente joga bastante com estereótipos e com situações-clichês, nos apresentando diversos “tipos de gordos” e seus respectivos problemas. Mas nem por isso Mince Alors! perde seu encanto. Afinal nem tudo é tão simples assim! Por trás de camadas de gordura (ou de pseudo-gorduras) há corações frágeis e almas hiper sensíveis que sofrem em silêncio. Pessoas que, muitas vezes, camuflam suas tristezas por detrás da figura do brincalhão, do que “não está nem aí”, mas que quotidianamente se perguntam o porquê de estarem presos àquele corpo, que lutam todos os minutos contra um vício, um desejo, um ímpeto muito mais forte do que eles próprios!!!!

E que atire a primeira pedra quem nunca sofreu por não entrar em uma roupa, quem nunca se sentiu em desconforto com seu corpo, quem nunca sofreu com dietas malucas antes da chegada do verão!

Por outro lado, o filme não faz apologia à gordura. Muito menos defende a todo preço o lema “Big is beautiful”! Ele apenas tenta nos fazer enxergar que não precisamos ser todos iguais, todos magérrimos, tamanho 34! E que o mais importante de tudo é sentirmo-nos bem com nosso próprio corpo, quer isto signifique perder 5 quilos, 10 quilos ou nenhum grama sequer…

Quanto à estética, o filme de  Charlotte De Turckheim – que aliás também atua, no papel da dona do salão – não apresenta grandes inovações de montagem, nem planos diferenciados ou magníficos. Tudo é meio previsível, já feito ou já visto. A narração também segue esta linha da simplicidade, sendo direta, sem subterfúgios. Começo, meio e fim. No entanto, o formato é eficaz em seu propósito.

Mince alors! é um filme para rir que pode arrancar algumas lágrimas das almas mais sensíveis! Recomendo.

~ by Lilia Lustosa on abril 8, 2012.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

 
WP Like Button Plugin by Free WordPress Templates