As Neves do Kilimanjaro (2011)

Título original : Les neiges de Kilimandjaro                                                                  

Origem : França

Diretor : Robert Guédiguian

Com : Ariane Ascaride, Gérard Meylan, Jean-Pierre Darroussin, Marilyne Canto

Realista, crítico, contemporâneo, emocionante, belo !

Apesar de não trazer nenhuma novidade estética, nenhum plano de tirar o fôlego, o filme de Guédiguian é envolvente, denso e emocionante!

A história é baseada no poema de Victor Hugo “Les Pauvres Gens” e se passa em Marseille, em uma família de um sindicalista que acaba de perder seu emprego.  Apesar da situação difícil, a família se mantém unida, alegre, aproveitando o tempo livre para curtir a companhia um do outro. Até que um dia, um roubo acontece e vira tudo de pernas pro ar. O clima leve e descontraído da primeira parte do filme dá lugar a um clima mais denso, mais carregado e menos feliz. Como se saíssemos de um sonho e entrássemos na dureza da realidade – desemprego, pobreza, injustiças, maldades.

 “As neges de Kilimandjaro” é um filme sobre perdão, sobre gente justa, honesta, gente que ainda é capaz de se angustiar com as injustiças do mundo, gente simples que se questiona, que erra, que acerta, mas que tenta, acima de tudo, fazer “o bem”.  Pode parecer utópico, piegas, ou clichê, mas ainda assim, faz bem ao coração pensar que num mundo tão cheio de injustiças ainda exista gente assim!

Os diálogos são muito bem escritos, profundos, sensíveis! Nos fazem refletir sobre uma porção de coisas e situações que nos cercam. Nos fazem pensar sobre o comportamento humano – o nosso e o de outrem – e sobre nossas reações e ações ao longo de nossas vidas.

Aliás, Robert Guédiguian é conhecido como um humanista, um cineasta engajado, um “naïf”. Um cara que é capaz de fazer um filme de crítica social com um olhar otimista, com traços de esperança no ser humano. Um Cândido da sétima arte!

Absolutamente recomendado a todos os que apreciam filmes que nos fazem pensar sobre a vida e sobre o comportamento humano.

~ by Lilia Lustosa on dezembro 11, 2011.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

 
WP Like Button Plugin by Free WordPress Templates