007: Operação Skyfall (2012)

Veja o trailer aqui!

Título original: Skyfall   

Origem: EUA

Diretor: Sam Mendes

Roteiro: Neal Purvis, Robert Wade

Com:  Daniel Craig, Javier Bardem, Naomie Harris, Judi Dench, Ralph Fiennes

Skyfall é uma volta às origens, um resgate do passado e da essência do espião mais famoso do planeta: James Bond.

Passado é, aliás, o grande leitmotif deste último filme de 007, embalado pela música Skyfall de Adele.

Sam Mendes, mais acostumados a temas psicológicos do que aventureiros (vide seus excelentes Beleza Americana (1999) e Foi Apenas um Sonho (2008)), conseguiu trazer para o 007 de 2012 um toque de drama psicológico e de sentimentalismo que só enriqueceu a história de Bond, mais uma vez interpretado por Daniel Craig, que, aliás, está melhor do que nunca. (Parece que ele finalmente se encontrou no papel do espião!) Um excelente presente para esta “edição de aniversário”, em que se comemora os 50 anos de criação do personagem por Ian Flemming.

Mas, calma, fãs de Bond! Não se desesperem. Nem por isso o filme caiu na armadilha do pieguismo ou do melodrama! Seu menu principal ainda é a ação, muita ação! Sem falar nas jovens mulheres bonitas, sempre presentes e nos cenários magníficos, que incluem agora a Turquia e a China.

Desta vez, no entanto, elas – as moças – ocupam menos espaço na trama, cedendo lugar a uma não menos bonita, mas bem mais madura M., interpretada novamente por Judi Dench. Mais mãe do que chefe nesta versão.

O inimigo, fantasticamente interpretado por Javier Bardem, ocupa também todos os espaços quando aparece. De cabelos louros e visual nada glamoroso, Bardem está divino na pele do cheio de charme “Silva”. Uma figura do passado de M-16 que volta à tona, depois de haver decidido cortar o cordão umbilical anos antes.

Skyfall é assim uma grande reflexão sobre a passagem do tempo, sendo o filme todo permeado pelo contraste do novo e do velho, do passado e do presente, da tecnologia e da sabedoria, da máquina e do homem.

Isso vale inclusive para a trilha sonora do filme, em que o antigo e o novo se encontram, em que a tradição se mistura ao contemporâneo. Adele, cantora inglesa de grande destaque na atualidade, representa o novo, com sua música já sendo tocada no início do filme.  Após um prólogo de tirar o fôlego, em que Bond persegue o inimigo pelos telhados do Grand Bazar em Istambul, pela Mesquita de Santa Sophia e em cima de um trem, a música de Adele nos faz respirar, subir, descer, voar e cair, junto com Bond. Tudo isso enquanto assistimos ao “clip” de abertura, já tradição dos filmes de Bond.

Mas, não se enganem, a boa, antiga e clássica música-tema de 007 também é tocada em várias partes do filme, sobretudo nas cenas de aventura. Fantástica a paleta musical organizada por Thomas Newman, que dá show à frente da trilha sonora deste último episódio.

Skyfall é, assim, um filme-homenagem à vida deste personagem que vem há 50 anos arrebatando os corações e os olhos de milhões de espectadores no mundo inteiro. Um filme PRA SE DISTRAIR que deve agradar a jovens e maduros. Aos antigos e aos novos fãs de Bond.

~ by Lilia Lustosa on décembre 7, 2012.

Laisser un commentaire

Votre adresse de messagerie ne sera pas publiée. Les champs obligatoires sont indiqués avec *

 
WP Like Button Plugin by Free WordPress Templates