Jogos Vorazes (2012)

Título original: The Hunger Games  

Origem: EUA

Diretor: Gary Ross

Roteiro: Gary Ross, Suzanne Collins, Billy Ray

Com: Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Liam Hemsworth, Woody Harrelson, Lenny Kravitz

 Agitado, inquieto, tenso, distópico, perturbador, envolvente, interessante!

O filme que vem causando furor entre os adolescentes de todo o mundo é baseado no livro de mesmo nome, da autora americana Suzanne Collins, publicado em 2008. Jogos Vorazes é o primeiro de uma trilogia.

A história se passa em um futuro não determinado, no país que foi um dia os Estados Unidos da América. Panem é agora o nome deste lugar, composto por 12 Distritos e por uma Capital. O dinheiro, o poder e as cores se concentram na Capital, enquanto os 12 Distritos monocromáticos trabalham para não morrer de fome.

No passado, um décimo terceiro Distrito se rebelou contra a tirania da Capital e foi por isto extinto. Para reforçar e relembrar a todos seu papel, força e poder a Capital organiza anualmente os Jogos Vorazes, em que um menino e uma menina (entre 12 e 18 anos) de cada um dos 12 Distritos são escolhidos para serem oferecidos em sacrifício – como “tributos”. Os eleitos são levados à Capital, onde irão se enfrentar em uma Arena totalmente controlada virtualmente pela Capital, e televisionada para toda Panem, de onde apenas um sairá com vida. E neste jogo, vale tudo!

Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) se oferece como tributo do Distrito 12 ao ouvir o nome de sua irmã mais nova como escolhida. A adolescente corajosamente apavorada, segue junto com Peeta Mellark (Josh Hutcherson) rumo à Capital e à quase certeza de uma morte iminente. E a aventura começa!

O filme é tenso, com uma câmera inquieta, angustiada, que mexe sem rumo certo, sem foco,  no estilo “Bruxas de Blair”.  Apesar de nos causar uma certa náusea, agonia e um sentimento de inquietude total, a escolha foi certeira para a trama. As cores também têm um significado especial neste filme. Os Distritos pobres são monocromáticos, com tons pastéis, sujos, sem vida; contrastando com o exagero das cores fortes da Capital rica, tecnológica, com comida em abundância. Tudo lá é exagerado, caricatural, atingindo o ridículo!

Os Jogos Vorazes são um tipo de reality show, em que todos assistem pelas telas espalhadas por toda Panem à morte desses meninos e meninas inocentes, assim como assistimos diariamente pela TV ou pela internet à morte de milhares e milhares de pessoas inocentes nos quatro cantos do mundo e continuamos impassíveis, sem nada fazermos, como se aquilo fosse apenas um jogo, uma ilusão, uma paradoxal realidade virtual!

O filme nos lembra que talvez seja chegada a hora de terminar com a brincadeira. Que tenha chegado talvez o momento de assumir de uma vez por todas que o virtual é, na verdade, real. De lembrarmos que o que vemos pela TV e pela Internet não são meros vídeo games nem simulações apenas. Trata-se da realidade televisionada, transformada em show, em lucro, em riqueza, poder e fama. Tudo tão loucamente surreal que confunde nossas mentes e olhos… Temos dificuldade em distinguir o real e o artificial, o natural e o fabricado.

Jogos Vorazes é um filme violento que prega a não violência, que pode nos chocar justamente por pintar um quadro distópico, nos mostrando aonde podemos e não devemos chegar.

Um filme denso, intenso e perturbador, feito para adolescentes, mas que merece ser assistido por adultos.

Agora um PS pra descontrair: Lenny Kravitz está lindo de morrer!!!!!!

~ by Lilia Lustosa on abril 1, 2012.

Leave a Reply

Your email address will not be published.

 
WP Like Button Plugin by Free WordPress Templates